top of page

cenografia e figurinos para:

al_gharb

um território ciclicamente invadido

teatro, a partir do sotavento algarvio, com encenação de miguel seabra para o teatro meridionalem coprodução cine-teatro louletano e teatro das figurasestreia em novembro de 2023 no cine-teatro louletano.

fotografia de cena © susana monteiro

"diz que tanto a terra como o mar guardam memórias e que as escondem em todos os lugares como se ficassem estratificadas, livros paisagem, mesmo que a presença humana tenha sobre as memórias feito novas construções. procurar num território as histórias das gentes do mar, litoral e interior, visitar o silêncio no alto da cordilheira, evocar os mantos brancos, ir ao baile mandado, ouvir o corridinho ao som do acordeão, deixar os maios enfeitarem-se de trapos em culto pagão, ir à festa da mãe soberana e mergulhar em agosto no dia certo para limpar o mafarrico, o belzebu, lidar com a avalanche turística, chegadas e partidas, ambientes noturnos e multiculturalidade, e deixar que a língua se diga inteira: “atão, môce marafade…”. miguel seabra.

encenação e desenho de luz: miguel seabra; dramaturgia: natália luiza; música original e espaço sonoro: pedro salvador; interpretação: ana santos, emanuel arada, nádia santos, patrícia pinheiro, paulo mota, tiago barreiros; documentário vídeo making-of: joão pinto; assistência de encenação: adriana aboim, maria mingote; assistência de cenografia e montagem: marco fonseca; operação técnica e montagem: hugo tomás; assistência de produção e comunicação: rita mendes, teresa serra nunes e tomás júdice; produção executiva: susana monteiro; direção de produção: rita conduto; direção artística teatro meridional: miguel seabra e natália luiza.

registos ao longo do processo © hugo f. matos, susana monteiro, miguel seabra

diário de bordo e criação © hugo f. matos

"sobre a cenografia de al_gharb" © hugo f. matos

bottom of page